Siga-nos:

O que irá ser feito na minha Cirurgia Ortognática? Qual o movimento que irá ser realizado nos meus maxilares durante a cirurgia?

A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN

A essência básica da cirurgia ortognática consiste em realizarmos osteotomias dos maxilares (cortes na estrutura óssea) para podermos realizar movimentações dos mesmos em direções pré determinadas pelo planejamento. Estas direções/ vetores não são somente ântero – posteriores (frente- trás) ou supero-inferiores (cima-baixo) porém são também rotacionais sendo determinas como horárias (clock wise) ou anti horárias (counter clock wise).

Movimentação em sentido anti-horário (correção de classe 2) e sentido horário (correção de classe 3)

O fato de planejarmos e realizarmos estas movimentações estão embasadas em muito dos conhecimentos adquiridos ao longo dos anos com estudos e experiencias clínicas desde o emprego de técnicas de fixação (Placas/ parafusos), abrangendo o comportamento biomecânico das articulações temporomandibulares e estudos estatísticos envolvendo a estabilidade das diversas modificações realizadas nos maxilares pela cirurgia ortognática.

Os movimentos dos maxilares horários ou anti- horários tem impactos estéticos nas estruturas de tecido mole e no comportamento dinâmico da musculatura perioral após a cirurgia ortognática. Estes movimentos também tem efeitos nas dimensões das vias aéreas.

Os movimentos anti-horários promovem uma abertura maior das vias aéreas e projeção no mento ( avanço do queixo) com pequenos efeitos/ modificações na base alar contribuindo para a minimização de efeitos adversos inestéticos na base do nariz como alargamento.

Os movimentos horários levam a uma diminuição da projeção do mento (queixo vai para trás) e uma diminuição das dimensões das vias aéreas.