Siga-nos:

CIRURGIA ORTOGNÁTICA MINIMAMENTE INVASIVA. Um novo conceito? Uma nova técnica? Uma nova cirurgia?

A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN
Dr Pablo Leite.

Um novo conceito tem invadido a cirurgia ortognática, a “CIRURGIA ORTOGNÁTICA MINIMAMENTE INVASIVA”. A primeira impressão refere-se a incisões menores com menores descolamentos da inserções musculares com maiores tunelizações dos tecidos moles. Do ponto de vista da técnica cirúrgica básica estes aspectos são extremamente vantajosos e garantem uma melhor e mais rápida recuperação do paciente.

As osteotomias exigem para sua execução uma maior habilidade técnica uma vez que a questão da visualização realizada por afastadores menores é mais restrita o que demanda auxiliares também com maior treinamento. A abordagem do down fracture maxilar é realizada pelo acesso anterior por onde a clivagem da junção pterigomaxilar ocorre.  A fixação dos segmentos ósseos em pontos mais restritos é necessária para que o conceito seja mantido.

Cirurgias ortognáticas essencialmente estão baseadas em movimentos dos maxilares planejados pelo exame facial.  Estes maxilares mobilizados são retalhos osteo músculo mucosa construídos por incisões que rompem a mucosa e músculo chegam a estrutura óssea, realizam a osteotomia do maxilar e terminam por romperem a continuidade óssea. Os conceitos minimamente invasivos são baseados em uma incisão menor para acesso a estrutura óssea com menor rompimento da mucosa, músculo, porém o descolamento periosteal ocorre em toda a área do rompimento da estrutura óssea.

‘’ É dado ao cirurgião a anatomia e a maneira como ele manipula e conhece ela está relacionada a sua habilidade nata e conhecimentos adquiridos da sua experiência.” DR. PABLO LEITE

Fator sistêmico relevante na resposta a procedimentos cirúrgicos maxilofaciais é a evolução das técnicas anestesiológicas endovenosas que possibilitam um melhor controle hemodinâmico do paciente no trans operatório que repercutiram sobre maneira na reatividade dos tecidos cirurgicamente rompidos no transoperatório com menor edema e menor necessidade de analgesia no pós operatório.

Quais ou qual é o maior determinante na resposta inflamatória/edema do paciente após a cirurgia ortognática? Como mencionado acima o rompimento da estrutura óssea ocorre igualmente em ambas as técnicas e a forma como manipulamos os tecidos tem muito mais relação com o edema pós-operatório do que com a extensão das incisões.

As técnicas em cirurgia maxilofacial para abordagem de diversas condições vem sendo empregadas e continuamente avaliadas. A cirurgia minimamente invasiva é um conceito que tem origem da cirurgia geral e foi incorporado no campo da cirurgia ortognática e agora incorpora o arsenal de abordagens cirúrgicas no tratamento das deformidades dentofaciais.

Dr. Pablo Leite
CRO/SC 6944

😀Do Funcional ao Estético Facial.

📲(47) 9 8864-0770
🚩Em Rio do Sul e Blumenau